Pesquisar neste blogue

sábado, maio 20, 2006

arco-íris (p/ Ele)




Prostrada sou uma ilha que percorres
E descobres as zonas mais sombrias
Mas nem sabes se grito por socorro
Ou se te mostro só que me delicias
Amigo, amor, amante, amado… eu morro
Da vida que me dás todos os dias

Eu ponho e reponho o meu destino
vou mais longe naquilo que disfarço
Eu ouso o coração e reafirmo
Bordando o arco-íris do que sou frágil

Sem comentários:

Enviar um comentário